"A todos os visitantes de passagem por esse meu mundo em preto e branco lhes desejo um bom entretenimento, seja através de textos com alto teor poético, através das fotos de musas que emprestam suas belezas para compor esse espaço ou das notas da canção fascinante de Edith Piaf... Que nem vejam passar o tempo e que voltem nem que seja por um momento!"


2.5.10

Cor mutável

Olho três vezes a imagem no espelho.
Nunca idêntica. O que muda é a cor.
Não a dos olhos, a dos cabelos ou da pele.
A cor de mim.

Já não procuro identidade.
Camaleão adaptável num labirinto sem saída.
Chocando com as paredes em tons de arco-íris.
Rasgando a pele a cada mudança.

Alice Daniel

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

2 comentários:

  1. Venho dizer Olá, Oi como dizem por aí, venho deixar carinho, venho fruir poesia, mas tu és um grande enigma para mim!

    «Camaleão adaptável num labirinto sem saída.
    Chocando com as paredes em tons de arco-íris.
    Rasgando a pele a cada mudança.»

    Gostei, eu também me sinto camaleão e vou mudando a pele, mas tenho uma identidade, que só eu conheço!
    Beijinhos,
    Manuela

    ResponderExcluir
  2. [essa mulher de aguarela, que pode mudar o tom, desbotar a cor, a voz que se oculta, a palavra que se tranca na garganta, mas o traço, nunca...]

    um imenso abraço, Helena

    Leonardo B.

    ResponderExcluir

"Há demonstrações de carinho que nos imensam!"
Manoel de Barros

Demonstre seu carinho...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...