"A todos os visitantes de passagem por esse meu mundo em preto e branco lhes desejo um bom entretenimento, seja através de textos com alto teor poético, através das fotos de musas que emprestam suas belezas para compor esse espaço ou das notas da canção fascinante de Edith Piaf... Que nem vejam passar o tempo e que voltem nem que seja por um momento!"


30.8.15


Para além do cotidiano 

E se você, meu pensamento, ...
Deixasse-me ir, me deixasse partir...
Par além das serenas nuvens, 
Para além das coisas que os olhos vêem...
Para além do que os olhos enxergam, mas não querem...

Se você me deixasse sonhar, com todas
as coisas que gostaria de fazer e não tive tempo
Se você me deixasse livre para voar...
Em pensamentos luminosos, nos quais
A natureza reza seu canto diário.

Se eu tivesse tempo para ser perdoada...
E para perdoar...

Se eu pudesse ver transformar em realidade
todos meus coloridos e alheios sonhos
eu te juro, que estaria muito feliz, 
E te seguiria sem perguntar 
-De que é feita essa vida vã...

  Anna Carlini
(photo Marilyn Monroe)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

27.8.15


 Hoje ao fazer limpezas encontrei uma aranha.

lá fora estaria tão melhor!

toquei-a com um só dedo para que subisse
para a poder soltar...
e ao tentar salvá-la matei-a!

pensei:

tão frágil esta teia deixada
este resquício onde já não ouso colocar as mãos

somos sempre esta coisa a matar
 somos sempre esta coisa a morrer
sem saber bem o que fazer...

sophiarui
(photo Gloria Swanson)

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

26.8.15


 Espero
sentada
tranquilamente
em mim

Espero
como se estivesse num café
cheio de gente 

 Yvette Centeno
(photo Catherine Deneuve)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

22.8.15


A melancolia pode às vezes ser isto, um modo de sobreviver ao vazio, o comovido jeito de pôr a mão sobre o mármore da mesa e pedir outro martini, fresco se faz favor.

  Manuel de Freitas
(photo Marilyn Monroe)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

21.8.15


Violetas à Janela

Regressarás, eu sei. 
Ao cair da tarde, 
com o teu ramo de violetas acenderás o meu 
jardim...  

José Agostinho Baptista 
(photo Audrey Hepburn)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

20.8.15


Duas faces 

Sou o espanto 
sou a dor 
sou o desencanto.

No entanto, 
sou amena 
tão serena 
sou amor, só amor. 

 Odaísa Taborda do Nascimento Narcizo
(photo Gene Tierney)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

18.8.15


Eu pecador 

(eu turista de luxo)

eu ladrão de galinhas
eu bailarino imóvel no ar,

eu verdugo sem máscara
eu semi-deus egípcio com cabeça de pássaro,

eu de pé em uma rocha de cartão:
façam-se as trevas
faça-se o caos,
façam-se as nuvens,

eu delinqüente nato
surpreendido em flagrante

roubando flores à luz da lua
peço perdão a torto e a direito
mas não me declaro culpado

 Nicanor Parra
(photo Marlon Brando)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

16.8.15


O teu rosto

O teu rosto
é como a noite
que envolve
o cair do dia…
fecha todos os jardins
e abre a minha fantasia.

Vasco de Lima Couto
(photo Pipier Laurie)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

15.8.15


como me querem?
de frente, não?
talvez de lado.
de frente não fico bem
nota-se mais a tristeza
funda que sobre as coisas
deita o meu olhar parado

então está assente:
para não perturbar a paz dos dias
fico de lado como um disfarce
nessa penumbra da gente
que não tem onde agarrar-se

Maria Costa
(photo Lauren Bacall)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

14.8.15


A mulher mais bonita do mundo

estás tão bonita hoje. quando digo que nasceram 
flores novas na terra do jardim, quero dizer 
que estás bonita.

entro na casa, entro no quarto, abro o armário, 
abro uma gaveta, abro uma caixa onde está o teu fio 
de ouro.

entre os dedos, seguro o teu fino fio de ouro, como 
se tocasse a pele do teu pescoço.

há o céu, a casa, o quarto, e tu estás dentro de mim.

estás tão bonita hoje.

os teus cabelos, a testa, os olhos, o nariz, os lábios.

estás dentro de algo que está dentro de todas as 
coisas, a minha voz nomeia-te para descrever 
a beleza.

os teus cabelos, a testa, os olhos, o nariz, os lábios.

de encontro ao silêncio, dentro do mundo, 
estás tão bonita é aquilo que quero dizer.

 José Luís Peixoto
(photo Marilyn Monroe)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

13.8.15


Inquietude 

Ouço-te silêncio.
Diz-me o que sinto
o que anseio
o que me sufoca.

Esta inquietude permanente
sem razão aparente de ser
o vazio profundo
do querer e não querer.

Estou aqui
vou, não sei onde
de onde venho, não recordo
tudo é ilusão.

Cecília Vilas Boas
(photo Beatrice Appleyard)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

9.8.15


 A moça de março
Passou por aqui
Sorriu levemente
Partiu por aí...

A moça de março 
Do sonho do dia
Da rosa mais bela
Do canto de alegria.

A moça de março
Tão linda e poeta
Foi morar nas estrelas
Com o luar que desperta.

A moça de março
É solar...
É brisa...
É mar e amar
Da hora certa.

Nádia Vitor 
(photo Mary Pickford)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

7.8.15


Carrossel 

Era um carrossel
à beira-mar
abandonado.
Subi para o dorso do velho cavalo
sujo e enferrujado e
aproveitando uma rajada
de vento
soltei o corpo
balancei
tomei lanço
e rodopiei.
E rodopiando
assim
numa imensa tontura
sem fim
cheguei a mim
e percebi
que o que procurava
sempre esteve ali
num carrossel abandonado
à beira-mar esquecido
dentro do peito guardado
todos os dias sonhado
mas só hoje recordado.

Cores e outros amores
(photo Julie Andrews)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

6.8.15


Bicicleta 

Tirou-a com custo do canto onde dormia há muito tempo. Estava coberta de pó e fuligem. Lavou-a e limpou-a. Deu-lhe brilho.
Subiu com cuidado, procurou os pedais, ensaiou um movimento suave e deixou-se deslizar.
Ainda era capaz. Estava tudo pronto.
Aconchegou-se e acenou alegremente ao vizinho.
Ela esperava-o.
Era tempo de partir.
A vida não espera para sempre.

 Cores e outros amores 
(photo Paul Newman) 

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

5.8.15


 Ele não apareceu...
Talvez tenha adoecido.
Talvez se tenha esquecido do relógio,
ou o relógio se tenha esquecido de lhe dar o tempo certo.
Talvez o carro não pegasse,
ou tenha ficado avariado a meio do caminho.
Talvez a ponte estivesse fechada e
a seguinte também.
Talvez o semáforo permanecesse vermelho.
Talvez não houvesse um telefone por perto,
não encontrasse o restaurante
ou esteja à espera noutro sítio, por engano.
Talvez – a última possibilidade,
incompreensível e inesperada –
ele tenha deixado de me amar.

 Hagar Peeters 
(photo Marilyn Monroe)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

3.8.15


 Adoro o silêncio!
Não importa os que me magoaram,
eles passaram!
Não importa se chorei de tristeza, 
ou se calei quando não deveria.
Não me espanta a minha indiferença 
com meu silêncio...
A voz, que ficou presa na garganta,
uma hora qualquer soltará,
porém mais aguda...
no momento certo,
na hora certa! 

Gloria Dantas 
(photo Audrey Hepburn)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

1.8.15


Presença 

Teus olhos impregnavam-me
a retina como fotos de colorido berrante. 
Tua voz lanhava-me os tímpanos, 
tua boca roçava-me a pele, 
provocando-me calafrios, e 
teu cheiro vinha-me às narinas
como loucas noites de passado, 
como se você nunca tivesse passado, 
e eu nunca tivesse ido. 
Era só mais um verão, só mais um inverno, 
como se tudo não tivesse sido.

Carlucho Vitaliano 
(photo Audrey Hepburn) 

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...