"A todos os visitantes de passagem por esse meu mundo em preto e branco lhes desejo um bom entretenimento, seja através de textos com alto teor poético, através das fotos de musas que emprestam suas belezas para compor esse espaço ou das notas da canção fascinante de Edith Piaf... Que nem vejam passar o tempo e que voltem nem que seja por um momento!"


28.5.15


Transparência (ou Empatia) 

Cruzamos caminhos. Dividimos calçadas. Desfilamos, uns para os outros, nossas cores, nossas dores. Pensamos ser invisíveis mas na verdade somos transparentes. Que olho não vê, que toque não sente, que coração não adivinha o que eu carrego tão exposto, à flor da pele, à beira do olho? Só tu que não me vês, que não me olhas. Coragem! Perceba... veja: essas cores, essas dores tão minhas, não são, acaso, tuas também? É teu espelho essa ânsia, esse grito, que escondo atrás do sorriso velado. Reconhece, então, nas minhas as tuas próprias cores e dores. Apesar do meu disfarce, por favor, não finjas que não me vês. 

  Dalva Nascimento 
(photo Brigitte Bardot)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Há demonstrações de carinho que nos imensam!"
Manoel de Barros

Demonstre seu carinho...