"A todos os visitantes de passagem por esse meu mundo em preto e branco lhes desejo um bom entretenimento, seja através de textos com alto teor poético, através das fotos de musas que emprestam suas belezas para compor esse espaço ou das notas da canção fascinante de Edith Piaf... Que nem vejam passar o tempo e que voltem nem que seja por um momento!"


27.4.15


Ruído das águas 

Não sei de mim nem uma gota
Sou oceano de águas abissais
Superfície pouca
O que tremula em minhas águas visíveis
É reflexo mal projetado do que sou
Há segredos ancorados em meu interior
Sombreando o que entendo ser
O que realmente sou

Entre uma onda e outra
Caminho no ritmo dos meus pensamentos
Busco no mar um alento
Meus pés conhecem a lápide das pedras rochosas
Deixam na areia úmida, uma marca porosa
Há uma âncora que me prende com gancho afiado
Todavia, meu caminhar sabe ser leve e solto
A brisa da reflexão passeia a meu lado

Úrsula Avner 
(foto Brigitte Bardot) 

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Há demonstrações de carinho que nos imensam!"
Manoel de Barros

Demonstre seu carinho...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...