"A todos os visitantes de passagem por esse meu mundo em preto e branco lhes desejo um bom entretenimento, seja através de textos com alto teor poético, através das fotos de musas que emprestam suas belezas para compor esse espaço ou das notas da canção fascinante de Edith Piaf... Que nem vejam passar o tempo e que voltem nem que seja por um momento!"


9.8.14


Cartografia do meu corpo 

O meu corpo tem sido muito usado. Tenho sempre arranhadelas, queimaduras, cortes nas mãos, braços e pernas, por causa da cozinha, dos animais, de andar por aí metida a carregar, sempre em frente. 
Também é um corpo muito cortado e cozido várias vezes, em diversos locais, como objeto de intervenções cirúrgicas necessárias e/ou urgentes. 

O meu corpo está desenhado por cicatrizes que mais ninguém tem. Feias. Irregulares.
Acho-lhe graça. Parece-me tão diferente e bonito.
Gosto muito dele e chego a abraçar-me, 
por amor a mim.

De todas, as únicas cicatrizes que me preocupam são as dos olhos, as que não consigo ver. Estão lá dentro. 
Quanto às dos sentimentos e emoções, conto removê-las, uma a uma, durante o tempo que me resta para viver. E quando for, hei-de ir limpinha. 

Isabela Figueiredo

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Um comentário:

  1. oi Helena,

    profundo...
    todos nós temos marcas por todo o corpo...

    beijinhos

    ResponderExcluir

"Há demonstrações de carinho que nos imensam!"
Manoel de Barros

Demonstre seu carinho...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...