"A todos os visitantes de passagem por esse meu mundo em preto e branco lhes desejo um bom entretenimento, seja através de textos com alto teor poético, através das fotos de musas que emprestam suas belezas para compor esse espaço ou das notas da canção fascinante de Edith Piaf... Que nem vejam passar o tempo e que voltem nem que seja por um momento!"


15.6.14


Livre 

 Eu gostava de sentar no chão e ver mamãe tocando piano... Enquanto ela tocava, eu sonhava... 
Adorava quando eu perguntava: Mamãe o que vou ser quando crescer? Ela dizia: "Livre, livre, livre..." 
Enquanto ela falava eu sorria e no terceiro livre já estava atravessando a porta de vidro em direção ao mar. E eu corria, corria muito. De modo que quando mamãe me alcançava eu já estava no mar. Então... ela me abraçava e a gente ria... Depois eu voltava a correr. 
Eu nunca soube porque mamãe demorava a me alcançar... Será porque eu era boa pra correr, ou mamãe que era boa pra deixar eu voar? 

  Dafne Stamato

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

2 comentários:

  1. Que maravilha de texto.Gostei muito.Meu carinhoBeijo

    ResponderExcluir
  2. Boa noite, Helena. Muito bom!
    Não há nada melhor do que a liberdade, nada.
    Bom é saber ser livre e deixar alguém ser.
    Ambas eram livres demais, mas a mãe sabia respeitar a liberdade e o espaço da descoberta da filha, o que é muito saudável.
    Tudo de excelente.
    Beijos na alma e paz!

    ResponderExcluir

"Há demonstrações de carinho que nos imensam!"
Manoel de Barros

Demonstre seu carinho...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...