"A todos os visitantes de passagem por esse meu mundo em preto e branco lhes desejo um bom entretenimento, seja através de textos com alto teor poético, através das fotos de musas que emprestam suas belezas para compor esse espaço ou das notas da canção fascinante de Edith Piaf... Que nem vejam passar o tempo e que voltem nem que seja por um momento!"


12.4.13


Problemas de geografia pessoal 

Nunca sei despedir-me de ti,
fico sempre com o frio 
de alguma palavra que não disse, 
com um mal-entendido a recear, 
o vazio de torpe inexistência 
que às vezes, gota a gota, 
se converte em desespero. 
Nunca sei despedir-me de ti, 
porque não sou 
o que em viagem passa pela gente, 
o que vai de aeroporto em aeroporto, 
o que olha os automóveis 
em direcção contrária, 
indo para a cidade onde acabas de chegar. 
Nunca sei despedir-me, 
porque sou um cego 
que tacteia pelo túnel das tuas mãos 
e lábios quando dizem adeus, 
um cego que tropeça nos mal-entendidos 
e com essas palavras que não se sabe articular. 
Desterrado do amor, 
nunca posso afastar-me de tudo quanto és. 
Num vazio de torpe inexistência 
vou-me de mim a caminho do nada.

 Luis García Montero

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Um comentário:

  1. Escritores são anjos com penas encantadas nas mãos, que transformam letras, palavras e frases em pura magia.

    ResponderExcluir

"Há demonstrações de carinho que nos imensam!"
Manoel de Barros

Demonstre seu carinho...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...