"A todos os visitantes de passagem por esse meu mundo em preto e branco lhes desejo um bom entretenimento, seja através de textos com alto teor poético, através das fotos de musas que emprestam suas belezas para compor esse espaço ou das notas da canção fascinante de Edith Piaf... Que nem vejam passar o tempo e que voltem nem que seja por um momento!"


11.2.10

Hora final

Dentro de mim, há cânticos de sino,
Dentro de mim, há sinos a dobrar...
Caminhos que eu andei dentro de mim, sem tino...
Alma – novelo ainda por dobrar...

Dentro de mim, há sons de violino,
Que geme e chora... (o som do azul do mar!)
Minha alma é de cristal, mas de um cristal tão fino,
Que o som dentro de si ressoa sem cessar...

Nuvem de cinza, que me envolve a alma,
Não poder dissipá-la, a minha calma,
Esta ausência que sinto de mim próprio!

Fogo a queimar-me todo, ardente inferno
De sombra e horror, que existe em mim... Assopre-o
Deus de um só sopro, e não será eterno!

Anrique Paço D’Arcos

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

5 comentários:

  1. Olá....

    Estou aqui
    apenas para uma visita breve
    sem passaporte ou bandeira.

    Sem limites... sem identidade.

    Me deixando espalhar em pétalas
    para que meu suave perfume um dia seja saudade.


    Beijos na tua alma!!

    ResponderExcluir
  2. bueno afortunadamente, hay más luz que infierno dentro.
    un besote.

    ResponderExcluir
  3. Helena:
    Es uno de los mejores poemas que has publicado, bello, expresivo, completo, cadencioso, intenso.
    Beijos com carinho...

    ResponderExcluir
  4. Muito bonito e suave!
    Beijos, Helena querida!
    Glória

    ResponderExcluir

"Há demonstrações de carinho que nos imensam!"
Manoel de Barros

Demonstre seu carinho...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...