"A todos os visitantes de passagem por esse meu mundo em preto e branco lhes desejo um bom entretenimento, seja através de textos com alto teor poético, através das fotos de musas que emprestam suas belezas para compor esse espaço ou das notas da canção fascinante de Edith Piaf... Que nem vejam passar o tempo e que voltem nem que seja por um momento!"


29.3.15


E agora eu sou os meus sapatos. Tenho um par de sapatos dentro de mim. Um dois, dois um... sapatos dentro de mim. Era uma vez eu dentro de uns sapatos, fora e dentro de mim. Era uma vez duas de mim – uma sentindo este ruído na pele como peixe monstruoso, a outra, sentada, observando os sapatos, usurpando aconchego à cadeira. Distraem, prudentes, os sapatos, dançam em meus pés de sabão, evadindo-se de um funeral descalço; brincam, perversos, em voo contrário à amputação; movem-se sedutores, como gatos invisíveis, furtando-me a audição.Oiço-me no vulto das frases, surda do outro. Era uma vez eu dentro de mim. 

Era uma vez os meus sapatos. 

  Ana Marques Gastão
(foto Marlene Dietrich)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

25.3.15


E agora eu 

e agora eu quero 
eu quero para depois não querer
seguir o telefone por uma cidade
a língua de fora morre na ligação mas é sempre
a língua de fora
porque o corpo é objecto do tempo
e eu agora quero 
mas não quero para depois querer
existir no corpo inabitado
nada mais me absolve 
senão o silêncio em pleno voo
este corredor antigo que atravessa o escrito
o passado que lido é uma volta 
a fracção de segundo
e agora eu sou alheia à imobilização do desejo
sobre cada sorriso 
sobre cada noite
sobre cada pequena morte
que se liquidifica na insónia e na lembrança envolta 
numa espécie de melancolia interna
que parece furar a nuvem de fumo
a vontade de ser um aqueduto
uma ponte
uma raiz vertiginosa
um pousar de cabeça 
depois de um raciocínio complexo
e agora eu quero
eu quero partilhar um segredo 
com as palavras que o suportam
escrever no inferno
enlouquecer bela e feliz.

  Sylvia Beirute
(foto Elizabeth Taylor)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

21.3.15


papai e mamãe

papai e mamãe 
moram separados. 
como só tenho um coração, 
cada um mora de um lado. 

  Ulisses Tavares
(foto Mitzi Green)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

19.3.15


Ao som dos violinos 

Chora violino intransigente
o arco te acarinha os tendões
as cordas de minhas emoções
tocam contigo, indulgentes

Toca lá, meu arguto amigo,
solta tua voz tão afinada
vai buscar-me a doce amada
trazei-mo-la nas notas contigo

Afastai-me do peito a agonia
da saudade que me dilacera
fazei-me real esta utopia

Afastai de mim atroz quimera
que devora-me noite após dia
esta ânsia que em mim se encerra.

Jorge Linhaça
(foto Charles Chaplin) 

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

17.3.15


Asas de borboleta

Pensamento voa

...

voa leve
voa no vento
em asas de  borboletas

...

na ausência das horas nuas
no tempo que escorre das mãos

...

no átimo de um segundo
na paz de um sorriso brando
na candura do olhar

...

voa, voa pensamento
não há limites
para o sonhar

 Ianê Mello
(artworks by Dorothy Wilding)

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

16.3.15


Há uma luz dentro de mim

Seja de dia ou de noite
trago sempre dentro de mim
uma luz.
No meio do ruído e da desordem
trago silêncio.
Trago
sempre luz e silêncio.

Anna Swir 
(foto Elizabeth Taylor)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

15.3.15


Flor 

Eu que me vi flor,
a certo tempo virei jardim
em cada suspiro, me abri em pétalas.
Quando me vi, já era jasmim.

Sou toda jardim.

 Betânia Uchoa 
(foto Sophia Loren)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

14.3.15


Detalhes

Te encontrar no cinema
no verso menor de um poema

numa festa na casa de amigos
em certos hábitos adquiridos:

conversar lavando pratos
cultivar um pequeno cacto

no gesto de apagar o cigarro
passar a noite dentro do carro

para te perder em seguida
em avenidas remissivas

e a sensação de nunca estar pronto
amor feito de saudade e desencontro

Augusto Massi 
(foto Raymond Pellegrin & Brigitte Bardot)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

13.3.15


Pastilhas Brancas 

Dormi calma por duas pastilhas brancas embalada,
como quem não tem ocupado a alma por tudo que dói.
Talvez apartada de mim, minha dor tenha andado por aí perdida ou tenha ficado o tempo todo aqui bem próxima estendida sobre a cadeira como essas roupas que se despem na véspera e se vestem sem pudor no dia seguinte.

Simone Brantes
(foto Gina Lollobrigida)

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

12.3.15


Na minha sopa de pensamentos voam pássaros coloridos que me falam de dias alegres. Os pontos de exclamação povoam o meu imaginário. A cada dia que passa, sinto que a loucura me apanhou mais um bocadinho. 

  Rute Magalhães
(foto Ann-Margret)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

11.3.15


Relíquias 

 Hoje eu sei que o tempo cura quase tudo. E o que não cura, ele cuida de esconder no fundo d'alguma gaveta qualquer da alma de forma que só saia de lá em dia de faxina, dia de jogar fora o que já está com prazo de validade vencido, ou de resgatar o supra-sumo das emoções que já foram peneiradas e das quais guarda-se a essência, a fragrância, o que realmente valeu à pena. O tempo é o Senhor de todas as respostas. 

  Célia Sena 
(foto Elsa Bannister)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

10.3.15


 
O café está com gosto estranho. Será que alguma coisa caiu no café? Eu brinco de fugir. As lembranças brincam de me achar. Em dias como esse, eu vou. Um passo e meio de distância. As vezes meio passo. Preciso seguir. Lá atrás, ficaram marcas bonitas. Pares de pegadas, colo, mãos no cabelo, leituras e longas horas de conversa, sobre a vida e sobre Deus. Eu tenho usado aquele kit sobrevivência que você deixou, mas nem com ele eu consigo sair ilesa dessa saudade. 
Sem seu abraço eu sinto frio.
 
Angélica Lins
(foto Vanessa Redgrave)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

9.3.15


Não tenho me preocupado muito em saber para onde vou, como durante tanto tempo eu me preocupei. Curiosamente, experimento uma confiança de estar seguindo na direção do caminho que é meu, como nunca antes eu senti. Não há grandes acontecimentos que sinalizem isso. Apenas sinto. Apenas confio. 

  Ana Jácomo 
(foto Roger Vivier) 

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

8.3.15


Mulher Pássaro  

Hoje eu não quero a sensatez
Não quero as rugas da lucidez
O equilíbrio na ponta dos pés
Quero os pés descalços 
Pisando a terra molhada
A relva orvalhada
Busco o cristal escondido na areia
O desembaraço das minhas teias
Quero o hálito da simplicidade
Em palavras sussurradas
Necessito dos pensamentos  arejados
Avessos a toda vaidade
Quero o descompromisso
O desapego
Nenhuma ansiedade

Sou mulher pássaro
Sou sonho
Sou grito de liberdade

  Úrsula Avner
(foto Rita Hayworth)

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

6.3.15


e os anos passavam. lentos. a pouco e pouco todos parecem lembrá-lo menos. a sua falta só no silêncio da casa. o lugar sempre vazio no sofá. a sua voz. tão triste. que me dizia - é noite todo o dia nesta janela- no dia calmo de março. em que não chovia. e as nuvens altas cantavam. partiu só. nenhum anjo o esperava. nenhum deus o levou. foi com o sol. tive saudades. tenho saudades. tenho tanto medo de ficar sozinha. 

  Mar
(foto Brigitte Bardot)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

4.3.15


A suave mão da tua ausência 

A casa está cheia de ti
Não apenas os retratos os recantos
Os quadros
Não apenas os objectos onde
Roça ao de leve
A suave mão da tua ausência.
Mas aquela luz que trazias dentro
E deixavas de passagem
Nos seres e nas coisas.
Talvez agora mores entre as estrelas
Mas brilhas
Intensamente brilhas dentro de casa.

 Manuel Alegre
(foto Buster Keaton)

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

3.3.15


Há alturas na vida em que temos de voar. Não se sabe como nasce esse impulso; porém, sentimos que esse impulso nasce e temos de responder a esse impulso. Se não seguimos esse impulso vamos ficar marcados para toda a vida... 

  Baptista-Bastos
(foto Audrey Hepburn)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

2.3.15


Aprendi que as pessoas que nos rodeiam nem sempre têm vontade/força/coragem de nos acompanhar. Não perco tempo a julgar. Aceito.

 Aprendi que, muitas vezes, o melhor é mesmo parar, ver e reparar. Manter o foco no essencial, deixar que o nosso mundo volte a girar no sentido certo e que as pessoas voltem ao lugar onde pertencem. Seja mais perto ou mais longe de nós. 

  Sofia Castro 
(foto Rory Calhoun) 

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

1.3.15


Meu Aniversário 

Hoje é meu aniversário
Corpo cheio de esperança
Uma eterna criança, meu bem
Hoje é meu aniversário
Quero só noticia boa
Quero paparicações no meu dia, por favor
Brigadeiros, mantras, música
Gente vibrando a favor

Hoje escolhi passar o dia cantando
De hoje em diante, eu juro felicidade a mim
Cercada de bons amigos, me protegerei
Numa mão bombons e sonhos
Na outra abraços e parabéns

Parabéns Eu, Parabéns Eu
Parabéns Eu, Parabéns Eu 

 Vanessa da Mata 
(foto Greta Garbo)

 ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨